Ensinamentos 2015

Acompanhe nesta página os ensinamentos ministrados no templo central das Assembleia de Deus de Guiné-Bissau pelo pastor presidente Claudio da Silva e Silva.

 

05.06.2015-arrebatamento     

 

10.04.2015-PR.CLAUDIO-Ensinamento.Doutrinario     

 

12.06.2015-ensino.sobre.a.verdade.sobre.a.salvação     

 

28.06.2015-a.necessidade.de.mudança.de.vida.pr.claudio     

 

3 comentários em “Ensinamentos 2015

  • 13 de março de 2016 a 21:44
    Permalink

    Ouvi todas as pregações dessa página e nasceu em mim um despertamento espiritual. No entanto, fiquei com algumas dúvidas, não sei se alguém poderá me responder. Na primeira pregação, o pastor diz que ele foi ao céu e tocou no céu, este era de gelo. Qual céu ele estava falando? Em que dimensão ele está? Na pregação “A verdade sobre a salvação” ele cita os Os Valdenses, que eram cristãos verdadeiros da Idade Média, eu pesquisei sobre eles e achei bastante coisas interessantes, no entanto o pastor afirma que existiram outros grupos e homens que eram cristãos verdadeiros na Idade Média, antes e depois da Reforma Protestante, mas que não estavam ligados com tal evento, quais seriam eles? Outra dúvida é a seguinte: O que é a expressão “manga de biar” não sei se é assim que escreve, sou brasileiro, mesmo assim consegui descobrir o significado de várias palavras através do contexto da pregação, mas essa frase não consegui entender o que significa. Que Deus continue abençoando o pastor Cláudio e sua família, bem como toda a equipe que trabalha nessa rádio e todos os irmãos guinenses.

    Responder
    • 15 de março de 2016 a 8:11
      Permalink

      Paz do Senhor,

      Irmão Ozéias Teixeira.
      Com muito prazer estou respondendo suas perguntas de acordo com todo o contexto das mensagens que o irmão esta ouvindo e aprendendo e de acordo com a Palavra de Deus.

      A primeira pergunta do irmão foi sobre o céu a qual o pr. Claudio teve uma experiência. De acordo com o pr. Claudio, ele me informou que ele esteve no primeiro céu… Precisamos lembrar que existe três céus sitados na Bíblia Sagrada, o primeiro que é que cobre este mundo e universo (Gênesis 1. 6-8), o segundo, e o terceiro onde esta o trono de Deus e onde o Apóstolo Paulo foi arrebatado (II Coríntios 12 2-4). amém.
      A segunda pergunta foi sobre o grupo de crentes que não estão nos relatos históricos da igreja, pois bem amado irmão Ozéias, estes crentes são os que são perseguidos por movimentos religiosos, como os católicos ou os mulçumanos e até mesmos os reformadores, segundo alguns relatos históricos, perseguiram os crentes verdadeiros. Mas quem eram os crentes verdadeiros? São em especial e unicamente os que guardavam as doutrinas bíblicas e cumpriam tudo o que estava escrito, com isso, se manifestando no meio deles a presença do Espírito Santo, e era justamente esse o motivo de os historiadores não escrever sobre estes crentes. Eles sempre foram a minoria na história. E a história nos prova que sempre foram perseguidos. Por serem perseguidos ninguém se interessava em descrever a história destes, você imagina alguém sendo perseguido, onde é que estes iriam? no mínimo iriam se manter muito discretos ou dependendo do nível de perseguição eles (os crentes) iriam fugir para algum lugar escondido dos perseguidores. É o caso da Europa no tempo dos CESARES, todos os crentes estavam nas CAtacumbas de roma, nas florestas, e outros lugares isolados…….. A perseguição a quem guarda e cumpre os mandamentos é predita por Jesus, O Amado Filho de Deus no Evangelho de João capítulo 16 vers. 2 e também outros textos da Bíblia sagrada comprovam que os cristão seriam perseguidos. (II Timótio 3.12) amém.
      E por fim o irmão perguntou sobre o termo em criolo “manga de bias” que significa literalmente “Muitas vezes” por exemplo “Muitas vezes isso pode acontecer” ou “Aconteceu Muitas vezes”. amém
      Deus os abençoe em Cristo Jesus.

      Responder
  • 17 de março de 2016 a 19:36
    Permalink

    Muito bem, agradeço por dedicar um tempinho para responder minhas perguntas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *