INFORMATIVO MISSIONÁRIO- AGOSTO DE 2017.

Convenção Geral das Assembleias de Deus da Guiné-Bissau.

Sede: Bairro Míssera – Apartado: 1246 – Tel: 00245- 96276011

Republica da Guiné-Bissau – África Ocidental

 

INFORMATIVO MISSIONÁRIO- AGOSTO DE 2017.

 

Pelo presente, estamos enviando algumas informações da obra missionária na Guiné-Bissau, uma obra que mudará a história de um pais e influenciara a muitos outros países nesta costa oeste africana.

         Confirmando a convicção de que só a missão das Assembleias de Deus do Brasil poderia ter causado um grandioso impacto em muitas nações e mudanças impressionantes na religião praticada por vários países de continentes como a África, Ásia, Médio Oriente e América Latina, continentes onde as religiões predominantes são ferrenhas oponentes ao cristianismo evangélico, razão por que neles existem um dos menores índices de evangélicos em comparação com outros continentes que haviam sido abertos ao evangelho pelas missões Inglesas, Norte Americana e Suécia.

Que no caso especifico do Brasil, por culpa exclusiva das lideranças nacionais e regionais que após um período de estudos sobre o futuro das Assembleias de Deus no Brasil em que de algumas daquelas reuniões fui participante e vi com muita tristeza a liderança forçar os liderados para mudar o rumo que era conduzida a nossa Assembleia de Deus até então, aqueles acontecimentos se deram no final da década de 80, e as propostas foram submetidas ao ministério auxiliar da Igreja a nível nacional, sendo proposta uma votação ( um plebiscito) contendo duas propostas: Em uma delas a Assembleia de Deus se manteria fiel a sua vocação mantendo-se fechada ao mundo e as suas ações, sem que aos seus fiéis, pastores e outros membros do ministério auxiliar se permitisse filiar-se a partidos políticos ou a concorrerem a cargos eletivos; E a outra em que a Assembleia de Deus fosse aberta a política partidária que por conseguinte abriria as portas do mundo a Assembleia de Deus, vencer naquela ocasião a segunda proposta e o resultado está aí aos olhos de todos, uma Assembleia de Deus que perdeu a sua vocação evangelística e missionária e foi arrastada ao mundanismo pela política das políticas partidária e eclesiástica.

Se naquela ocasião houvéssemos firmado um pacto nacional pela evangelização da nação e do mundo teríamos escrito uma outra história muito diferente da atual e não estaria o Brasil sido abandonado por Deus a sua sorte, onde a corrupção denigre e mina a todos os princípios éticos e cristãos do povo brasileiro, de tal modo que a imoralidade atingiu a todos os brasileiros do maior ao menor e todos com pouquíssimas exceções desonram o santo nome de Jesus e pisam sobre o sangue derramado na cruz do  monte Calvário.

         Lamentamos profundamente o afastamento das Assembleias de Deus brasileira das suas origens e tememos que no estado em que se encontra poderá se afastar mais e mais daqueles princípios estabelecidos inicialmente pelos apóstolos durante o período da Igreja primitiva e ainda que a Igreja tenha recaíssem em tempos passados se recuperava novamente a cada novo avivamento que ocorria no mundo durante estes vinte séculos de cristianismo.

A Assembleia de Deus, que surgiu durante o avivamento do início do século vinte com a chegada de Daniel Berger e Gunnar Vingreen ao Brasil em Belém do Pará e se espalhou por toda a nação e pelo mundo restabeleceu as bases da sacra doutrina cristã, com isso despertando o espirito missionário do povo brasileiro, mas que infelizmente a Assembleia de Deus brasileira já se distanciou tanto daquela base pela entrada do mundanismo no seio da Igreja, e, por incrível que possa parecer os lideres mundanos não pouparam nem mesmo as congregações existentes nas aldeias indígenas que historicamente sempre preservaram os padrões doutrinários assembleianos mas lá também chegaram os agentes propagadores das doutrinas da prosperidade, da libertinagem e do mundanismo, de tal modo, que assim como haviam destruído a Igreja nas grandes cidades, também destruíram aquelas situadas nas aldeias indígenas.

         Esta é a razão por que a missão das Assembleias de Deus brasileira perdeu a oportunidade que Deus lhe havia concedido para mudar a história do mundo durante as últimas décadas do século vinte, por um erro grave cometido pelas lideranças nacionais e regionais atraídas por vantagens pessoais e financeiras arrastaram a Igreja por um caminho sem retorno o das políticas eclesiástica e partidária, e a descaracterizam daquilo que foi em um período não tão distante.

 

Quanto ao desenvolvimento da obra missionária da Assembleia de Deus na Guiné-Bissau tem havido um real crescimento numérico de novos convertidos ao cristianismo, também um bom crescimento do conhecimento das doutrinas essenciais do cristianismo bíblico, que atribuímos a vários fatores, entre os quais a abertura de novas Igrejas em locais onde antes nunca houve uma igreja e por conseguinte onde as pessoas não conheciam o evangelho, igualmente atribuímos esse fenômeno de mudança religiosa no pais  ainda que as etnias muçulmanas perfazem 58% da população e outras etnias estão enraizadas no animismo, contudo, aRadio Luz FM 97.1 MHz a emissora da Igreja neste pais por transmitir o evangelho diariamente na maioria dos 28 dialetos existente na nação, também por manter programas na língua crioulo, além do português, inglês e francês, tem alterado sensitivamente as estatísticas nestes últimos anos, passando dos 5.7% de cristãos na década de 90, para mais de 15% neste tempo..

Os nossos desafios ultrapassam os acima expostos, pois que além do maior templo evangélico do oeste da África, temos ainda cento e cinquenta congregações espalhadas pela nação, escolas seculares em número de seis unidades, duas casas deamparo a meninas que fogem do casamento forçado e a órfãos que são ali amparados, a Radio Luz Fm 9.1. HHz, e finalmente a Universidade das Assembleias de Deus UNE um projeto que trabalhamos para ver implantado nesta nação, onde poderiam estudarem algumas centenas ou até milhares de alunos e que beneficiaria com os recursos auferidos pelo pagamento das mensalidades pelos alunos para a manutenção e até a expansão da Igreja no pais e na região oeste deste vasto continente.

image40B

Vista parcial do prédio da unidade II da Casa de Amparo que abriga meninas que fogem do casamento forçado e órfãos, prédio este construído e mantido economicamente pela Obra Missionária Milhões de Almas e seus parceiros.

 

image51jB

Modelos de congregações construídas em Tabancas pelo interior da nação, onde somente neste primeiro semestre de 2017, foram construídas 18 novas congregações e uma casa pastoral, acima uma congregação construída na Tabanca de Yuncumo, distante 25 km da capital.

 

OS MATERIAIS NECESSARIOS PARA A CONCLUSÃO DE TRINTA CONGREGAÇÕES EM TABANCAS PELO INTERIOR DA NAÇÃO:

:

240 grades de ferro medindo 1.00 metro de largura x 1.20 metro de altura para as janelas, pois que esse tipo de congregações fizemos grades de ferro para a sua proteção e colocamos cortinas de pano no seu interior, pelos altos custos para a confecção de janelas convencionais.

60 portas metálicas medindo 0,80 metros de largura x 2.20 metros de altura em chapas metálicas sobre estruturas de tubos metálicos, com dobradiças e fechaduras, para as dependências que funcionam como residência do obreiro encarregado aos fundos da congregação.

30 portas metálicas com duas bandas de 1.30 metros de largura x 2.20 metros de altura para a entrada principal de cada congregação, chapas metálicas sobre estrutura de tubos metálicos, com dobradiças fechaduras.

900 sacos de cimento para a confecção do reboco e dos pisos das congregações.

120 baldes de tinta PVA, para a pintura das paredes internas e externas das congregações.

20 galões de tinta a óleo para a pintura das grades das janelas e portas das congregações.

360 bancos de madeira sem encosto para que sejam colocados 12 bancos em cada congregação inicialmente.

image62

Modelo padrão de congregações construídas em Tabancas e já concluída com portas, janelas, reboco, piso, pintura e bancos.

OBS: A congregação acima foi construída na Tabanca de Samcoma, situada na região norte da nação e distante 90 km da capital.

 

image18B

Modelo padrão dos templos que funcionarão como sedes regionais e que estão sendo construídos nas capitais regionais pelo interior da nação.

OBS: o templo acima está sendo construído na cidade de Farim, que está situada a 120 km da capital e situa-se na região centro oeste da nação.

 

MATERIAIS NECESSARIOS PARA A CONCLUSÃO DOS OITO TEMPLOS QUE SE ENCONTRAM EM FAZE DE CONCLUSÃO PELO INTERIOR DA NAÇÃO:

 

70 Janelas metálicas, confeccionadas com tubos de ferro e chapas metálicas, medindo 1.50 metros de largura x 1.50 de altura.

08 portas principais medindo 2.00 metros de largura x 2.50 metros de altura, confeccionadas em tubos e chapas metálicas.

08 portas secundarias medindo 0,80 de largura x 2,50 de altura, confeccionadas em tubos e chapas metálicas.

32 portas externas e internas das residências pastoral existentes aos fundos do templo.

Estrutura metálica do telhado em tesouras de ferro devidamente dimensionadas ao peso do telhado, caibros em tubos metálicos e telhas de chapas de aluzinco com 0,20 mm de espessura com pintura a fogo.( 100 ) unidades medindo 1.00 metro de largura x 3.00 metros de comprimento para cada templo.

image29B

Um exemplo de templos já construídos e que são sedes regionais de uma das capitais regionais.

OBS: O templo acima foi construído na cidade de Canchungo, situada na região norte da nação e distante 90 km da capital.

 

image40B

Projeto da UNE – Universidade Evangélica Nacional, um projeto das Assembleias de Deus Guineense, que visa ampliar a influência do evangelho de Cristo nesta região do continente africano.

OBS: Neste projeto está previsto a construção de 25 salas de aulas e as instalações administrativas, com capacidade para três mil alunos.

 

Bissau, 06 de agosto de 2017

Pastor Claudio Silva

 E Missionários Associados.

www.milhoesdealmas.com.br

www.milhoesdealmas.com

www.fb.com/milhoesdealmas

www.radioluzafrica.com

pastorclaudiosilva@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *